Tratamentos estéticos com técnicas Bioortomoleculares oferecem diversos benefícios

A terapia bioortomolecular consiste em um tratamento que visa restabelecer o equilíbrio químico do organismo mediante o uso tópico de minerais quelatados e seus complexos aplicada em disfunções estéticas e terapêuticas, corrige os desequilíbrios atômicos, moleculares, celulares teciduais e orgânicos e tem como foco principal aumentar a energia vital de equilíbrio do corpo, além de neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, pois aumenta as reações catalíticas de defesa. A terapia Bioortomolecular utiliza princípios da terapia ortomolecular, da oligoterapia e da filosofia oriental. A junção das três terapias possuem o objetivo de nutrir o corpo de energia dos elementos químicos (elétrons) para neutralizar os radicais livres e equilibrar as reações químicas, prevenindo e auxiliando no combate á ansiedade, gordura localizada, estrias, flacidez, rugas, manchas, dores musculares.
Utilizando géis minerais quelatados e seus complexos, a terapia provoca a reposição energética e transdermica por meio da pele para burlar o envelhecimento natural, as suas formulações conseguem fazer a correção da energia biocelular, além de auxiliar o organismo a eliminar e neutralizar toxinas, radicais livres, promovendo saúde, beleza e bem estar.
Quando usado os bioortomoleculares de forma tópica, pode tratar várias disfunções como acne, pele envelhecida, celulite, gordura localizada, flacidez entre outros. A profissional Edlea Muniz trouxe essa novidade para o Espaço terapêutico e convida a todos para conhecer essa nova forma de se ver a estética.